Jaqueline Weigel, futurista, para Jornal Gazeta do Sul, 26/06/2023

Os ecossistemas de inovação têm se tornado cada vez mais relevantes para as comunidades e empresas na atualidade. Esses ambientes colaborativos reúnem os players mais importantes de uma região para, em rede, pensar em futuros sustentáveis e disruptivos, e para servir de apoio na transição dos modelos atuais para os modelos futuros.

O Converge Santa Cruz já cumpre este papel muito bem por aqui. Composto por voluntários engajados, entidades, associações e instituições, vem ganhando um espaço relevante na região e tem o objetivo de impulsionar a inovação e o desenvolvimento de novas soluções para problemas vigentes e futuros.

Para que nossa região tenha futuro, empresas precisam se engajar de forma eficaz nesse movimento, aproveitando seus benefícios e contribuindo para o crescimento da rede. É importante que a empresa identifique o ambiente que é relevante para o seu setor e área de atuação e identifique as oportunidades de colaboração e aprendizado mútuo nesse processo. É preciso aportar investimento, tempo e recurso, não apenas usufruir do ecossistema sem contribuir com ele de fato. O princípio é a troca legítima, o ganha- ganha, e a parceria colaborativa.

Estas redes oferecem parcerias estratégicas com outras organizações presentes nesse ambiente, inclusive entre concorrentes. As parcerias podem envolver a compartilhamento de recursos, conhecimentos e experiências, além de permitir o acesso a novas ideias e tecnologias.

Os ecossistemas de inovação geralmente promovem eventos, workshops e comunidades que reúnem os diferentes agentes do ecossistema. Participar dessas atividades é uma ótima maneira de se envolver e se conectar com outros profissionais e organizações. Além disso, é uma oportunidade para acompanhar as últimas tendências e descobrir potenciais oportunidades de colaboração.

Muitos ecossistemas de inovação oferecem programas de aceleração e incubação voltados para startups e empreendedores. As empresas estabelecidas podem se envolver nesses programas como mentores, investidores ou parceiros estratégicos. Essa participação não apenas traz benefícios para as startups, mas também permite que as empresas tradicionais aprimorem suas habilidades de inovação, tenham acesso a ideias frescas e identifiquem oportunidades de investimento.

Para fazerem parte efetivamente de ecossistemas de inovação, as empresas também devem promover uma cultura interna de colaboração e inovação. Isso implica em incentivar a troca de conhecimento entre os funcionários, estimular o pensamento criativo, criar espaços para experimentação e tolerar o risco. Uma cultura organizacional voltada para a inovação facilita a integração em ecossistemas e promove o desenvolvimento de soluções disruptivas.
Todas as cidades e estados estão trabalhando para ter destaque neste assunto no futuro, mas poucas sabem como criar um ecossistema com visão de futuro de longo prazo, características antecipatórias e estratégias múltiplas de futuro.

É isso que estamos fazendo por aqui, com aplicação de metodologias inéditas. Santa Cruz terá esta grande oportunidade de escrever uma nova bela história. Contamos com você, empresário e cidadão local, neste movimento que se mostra o único caminho do presente para o futuro que desejamos.

Saiba mais sobre a Casa21, expert em #Foresight e #FuturesStudies no Brasil.

#planejamento #estratégia #futuro #foresight #futurismo

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Olá, como posso ajuda-lo?